“A U.Porto Inovação é um elemento-chave da estratégia de promoção da inovação e empreendedorismo na universidade,  pois promove um amplo conjunto de atividades que apoiam a cadeia de valor dentro deste ecossistema”.  São palavras de Joana Resende,  pró-reitora da U.Porto para o Planeamento, Empreendedorismo e Transferência de Conhecimento.  Desde final de 2019 que é a responsável pela U.Porto Inovação e,  em jeito de balanço do que foi o último ano,  a pró-reitora afirma que foram feitos “esforços notáveis para aproximar os principais atores do ecossistema empreendedor da universidade”.

Foi o ano em que a U.Porto Inovação celebrou o seu 15º aniversário e,  simultaneamente,  um dos que trouxe mais novidades.  Falamos da mudança de instalações da Reitoria da U.Porto para o edifício da UPTEC,  mas também da saída de Maria Oliveira, coordenadora da U.Porto Inovação desde 2008.  Já no início de 2020 essa posição foi assumida por André Fernandes – colaborador da Unidade há 13 anos – que encara a missão “com orgulho de liderar uma equipa altamente qualificada e diversa”.

Mudanças à parte,  a missão da U.Porto manteve-se inalterada e o objetivo agora é continuar o caminho firme dos últimos anos.  Para isso,  deu-se seguimento às atividades de proteção de propriedade intelectual,  apoio ao empreendedorismo e aproximação da U.Porto à indústria.  Como em anos anteriores,  os projetos financiados continuaram a ser um forte pilar para o desempenho das atividades da U.Porto Inovação.  Foram 46 os projetos ativos em 2019,  compreendendo um total de 2 milhões de euros para financiar parte do funcionamento da unidade.

Proteger o que de melhor se faz na Universidade do Porto

No que toca à propriedade intelectual,  a Universidade do Porto registou,  em 2019,  18 novas comunicações de invenção.  Foram submetidos 27 pedidos de patente nacional junto do Instituto de Propriedade Industrial (INPI),  sendo a Universidade do Porto primeiro ou segundo titular desses processos.  Foram ainda submetidos 18 pedidos de extensão internacional (PCT) e 67 pedidos internacionais em territórios como Europa,  Estados Unidos,  Canadá ou China.  Graças a estes números a Universidade do Porto alcançou,  em 2019,  a marca das 700 patentes submetidas tanto a nível nacional como internacional.

Já no que toca a concessões,  foram cinco as patentes concedidas em Portugal e 49 internacionais em países como Europa,  Estados Unidos,  China ou Japão.  Entre elas está a primeira concessão de patente da Universidade do Porto na Coreia do Sul.  Tendo em conta todas as novas patentes submetidas,  mas também as que foram caindo ao longo do ano,  a U.Porto terminou 2019 com 339 patentes ativas no seu portfolio.

Além de proteger,  importa valorizar a investigação. Por isso,  a U.Porto Inovação deu seguimento à iniciativa BIP Proof, com o apoio da Fundação Amadeu Dias, e financiou tecnologias da U.Porto com 10 mil euros por invenção.

De salientar também os dois novos acordos de licença às empresas OFRTECH e Visual Traffic Lights que envolvem tecnologias da Universidade. No final de 2019 a U.Porto contava 25 licenças ativas.

Incentivar o empreendedorismo e aproximar as empresas

Numa altura em que se respira o maior e melhor momento do ecossistema empreendedor,  a U.Porto Inovação continuou a sua missão de apoiar quem quer voar mais alto. Em 2019 foram 17 as empresas a receber o selo spin-off U.Porto e o The Circle,  apoiado pelo Santander Universidades e pela Porto Business School,  chegou ao final do ano com 91 membros. Juntas,  estas empresas gerem mais de 200 patentes,  geram mais de 35 milhões de euros de lucro e já contribuíram para a criação de mais de 900 postos de trabalho.

No que diz respeito a eventos,  Portugal recebeu pela primeira vez em seu solo o Digital Health Venture Forum e pela mão da Universidade do Porto. O evento foi co-organizado pela U.Porto Inovação e reuniu,  na Porto Business School,  investidores e startups. Depois,  e já mais perto do final do ano,  repetiu-se a já fórmula de sucesso que é o Entreprenow,  desta vez focado na jornada do empreendedor. O fórum juntou mais de 150 pessoas na Casa da Música e contou com oradores e convidados de renome.

No que diz respeito à 3ª missão da Universidade,  e já um habitué nas atividades da U.Porto Inovação,  organizaram-se três sessões A2B (Academia to Business): uma com o Clube dos Produtores Continente (SONAE),  uma em parceria com a EIT Digital e a Builging Global Innovators (que envolveu várias empresas) e outra,  pelo segundo ano consecutivo,  entre empresas e investigadores durante a FINDE-U,  a feira de emprego da U.Porto. Estes encontros (num total de 45) já se realizam há oito anos. Ao todo,  entre académicos e membros de empresas,  perto de 1400 pessoas já puderam usufruir desta iniciativa que tem como objetivo uma mais eficaz valorização do conhecimento gerado na Universidade,  aproximando os intervenientes deste meio com os da indústria.

Ficar mais perto e dar a conhecer o melhor da U.Porto

Por fim,  mas não por último,  este foi um ano rico para a U.Porto Inovação no que diz respeito à comunicação. Por altura do 15º aniversário foi lançado “Um Minuto de Inovação”,  uma série de 32 vídeos sobre tecnologias “made in U.Porto” que pretende funcionar como uma espécie de montra do que de melhor se faz na universidade,  apresentando as suas mentes brilhantes à sociedade.

Além disso,  e rendendo-se às tendências,  a U.Porto Inovação passou a estar presente também no Instagram,  e o perfil alcançou recentemente a marca dos 1000 seguidores.

Foi mais um ano em que a Universidade do Porto apostou na inovação e no empreendedorismo da sua comunidade e parceiros,  contando com a U.Porto Inovação e uma equipa de “profissionais altamente qualificados”, refere a pró-reitora Joana Resende. Tendo esse compromisso como missão, a equipa entrou em 2020 empenhada em consolidar um caminho firme junto de todos os seus parceiros: “Estamos muito orgulhosos dos resultados de valorização que conseguimos alcançar. E também muito gratos a todos os que contribuíram para isso”, conclui André Fernandes.

A brochura da U.Porto Inovação em números, referente ao ano de 2019, está disponível para consulta aqui.