O BlueBioprana é um dos projetos que receberam mentoria no âmbito do programa Sherpa Journeys, uma iniciativa do projeto Sherpa do Mar. Coordenado pela Universidade de Vigo, o Sherpa do Mar tem como objetivo criar um ecossistema transfronteiriço inovador entre a Galiza e o Norte de Portugal para estimular a criação e consolidação de empresas de base tecnológica e promover a competitividade no contexto marinho-marítimo. O projeto está integrado no Programa de Cooperação Transfronteiriça INTERREG V-A Espanha-Portugal (PROCTEP) 2014-2020 cofinanciado (75%) pelo FEDER - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

O Sherpa Journeys consiste num programa de mentoria e assessoria técnico-científica para empreendedores e para jovens micro/pequenas empresas. Para além do acompanhamento personalizado dos projetos empreendedores, o programa contou com ações de formação e de networking, bem como serviços e meios técnicos para consolidar o seu desenvolvimento e crescimento. 

 

Sobre o BlueBioprana

Jesus Gonzalez, promotor do BlueBioprana

O BlueBioprana tem como promotores Carla Salazar, gestora do projeto, e Jesús González (na foto acima), doutorado em Biotecnologia e responsável pelo BioLab e pelo departamento de I&D.

O projeto oferece bio soluções para Aquicultura com a aplicação de um cocktail de microrganismos que aceleram a decomposição da matéria orgânica, através de uma fermentação útil. A biotecnologia do BlueBioprana poderá ser incorporada em modelos de economia circular, oferecendo vários benefícios, tais como a melhoria da qualidade da água através da aplicação de um filtro biológico, em vez do uso de produtos químicos, com consequente melhoria do bem-estar animal e redução do impacto da pegada de carbono. A água tratada com este cocktail poderá ser usada em aquaponia, o que reforça a contribuição do projeto para uma economia circular.

Os seus promotores planeiam continuar a testar a eficácia da sua biotecnologia nas diferentes condições ambientais que ocorrem nas explorações piscícolas. O programa europeu LIFE, ao qual se candidataram, permitirá realizar a acreditação do produto e a sua comercialização.

 

A mentoria no Sherpa Journeys

Sessão de mentoria

O programa Sherpa Journeys permitiu que o projeto desenvolvesse contactos com o tecido empresarial do setor da Economia Azul, com a academia e com programas europeus, como o FANBEST, que poderão contribuir para o seu financiamento. Na prática, através da rede de contatos e da consultoria, o BlueBioprana conseguiu feedback técnico e de investigação que permitiu alcançar os resultados necessários para validar o seu produto, desenvolver a sua estratégia de marketing e assim começar a dar os primeiros passos para a comercialização do produto.

As sessões de mentoria foram, segundo a equipa, muito benéficas para o desenvolvimento do projeto (na foto acima, Carla Salazar e Lídia Fonseca da U.Porto Inovação). As reuniões mensais decorreram online e nelas se discutiram os problemas e necessidades do BlueBioprana, avançando a cada encontro.

A metodologia do Sherpa Journeys permitiu a monitorização do desempenho em três momentos, através de indicadores distribuídos por três eixos: motivação, competências e foco no mercado. Após cada avaliação de desempenho, foi elaborado um roteiro de iniciativas adaptadas à necessidade do projeto, concentrando esforços nos aspetos específicos mais importantes para o seu desenvolvimento.