A Adapttech, startup graduada da UPTEC — Parque de Ciência e Tecnologia U. Porto, angariou 2.7 milhões de euros numa nova ronda de investimento. A empresa que desenvolve tecnologias para aumentar a qualidade de vida de pessoas com limitações físicas vai utilizar o valor para expandir o sistema INSIGHT e para lançar novos produtos.

O INSIGHT é um dispositivo médico certificado que permite o encaixe correto de próteses de membros inferiores aos membros residuais — também conhecido por coto —, aumentando assim a mobilidade e qualidade de vida destes pacientes.

A Adapttech é a primeira empresa em todo o mundo a usar a digitalização 3D com medições de pressão entre a prótese e o coto para melhorar o encaixe das próteses de membros inferiores, reduzindo a dor e trazendo inúmeras vantagens para amputados e, também, para as clínicas de próteses.

Esta ronda de investimento totaliza um valor de 2.7 milhões de euros e é participada pela Bionova Capital — que já tinha investido anteriormente na Adapttech —, Mercia Asset Management, Angel CoFund, Wren Capital e Wealth Club.

Frederico Carpinteiro, CEO da startup, afirma que a criação de uma “nova linha de produtos é para atender às necessidades de clientes que pretendem um sistema mais simples e com custos reduzidos.” Acrescenta, também, que “este financiamento permite-nos lançar no mercado produtos novos que possibilitam às clínicas de próteses melhorar o encaixe das próteses dos seus pacientes. Além disso, continuamos focados na aquisição de clientes internacionais”.

Fundada em 2016, a Adapttech, startup graduada da UPTEC, já tem mercado nos Estados Unidos da América e no Reino Unido, mas pretendem chegar ainda mais longe. A empresa foi, agora, investida em 2.7 milhões de euros, perfazendo um total de 7.3 milhões de euros.

 

Notícia escrita por Isabel Silva, do departamento de Comunicação da UPTEC.